Copie esse link no seu navegador e vá direito para o Vende-se Cadeiras: http://vendesecadeiras.blogspot.com.br/
Esse blog não esta sendo mais atualizado!
VISITE ESSE NOVO ENDEREÇO:

Fanfic Between Glass Walls - Capitulo 2

sexta-feira, 9 de julho de 2010



Capitulo 2 - A Garota perfeita

P.O.V. Emmett
Eu não acredito que eu estava estudando no mesmo colégio da garota perfeita. Ontem se não tivesse a parede de vidro eu tenho certeza que eu cairia do meu quarto.
*Flash Back On*
Estava na minha nova casa fazendo um sanduíche, subi as escadas com ele nas minhas mãos pra comer no meu novo quarto. Não me importava muito com a mudança, era até legal poder morar com os caras e claro com Carlisle, mas ele é muito liberal. Então eu tinha meu sanduíche na mão e já estava sentado na minha cama olhando pro quarto da frente, ele tinha uma parede rosa, então era de uma menina, enquanto eu estava tentando imaginar como ela poderia ser uma revista voadora interrompeu meus pensamentos. Logo depois ela apareceu. Era MUITO melhor do que eu podia imaginar, ela era loira e pelo que eu vi seus olhos eram de um azul claro perfeito. Eu a estava observando quando ela começou a tirar a camisa. Eu estava boquiaberto e a baba já ia começar a jorrar. O corpo dela tinha curvas perfeitas que faziam jus a seu rosto angelical, ela estava com uma roupa altamente tentadora e eu reparei que já estava com a testa encostada no vidro quando os meninos me chamaram, mas eu não sairia dali por nada! Ela colocou uma camisola também vermelha fazendo com que eu babasse mais um litro! E depois apagou a luz e foi embora, eu acho que fiquei mais meia hora olhando pra onde ela estivera e claro suspirando e babando muito. Mas depois comi meu sanduíche e fui dormir.

*Flash Back Off*
Agora eu estava com a garota perfeita ao meu lado, ela estava muito irritada e isso a deixava muito linda.
Nós entramos na coordenação, levamos bronca e saímos. Não podíamos voltar pra aula então ficamos na escada. Ela ficou em pé encostada na parede e eu a fitei, ela estava de olhos fechados.
Emmett: Rose sabe uma coisa que eu esqueci de anunciar?
Rosalie: Infelizmente eu, ROSALIE, não sei.
Emmett: De como a sua camisola vermelha é uma tentação. – aproximei dela, ficando a apenas uns centímetros de distâncias. – Assim como o seu corpo. – sussurrei em seu ouvido.
Rosalie: Você viu minha camisola? – ela disse um pouco assustada.
Emmett: Ahan. – eu continuava sussurrando, mas agora sentia o perfume que emanava de seu pescoço. (essa garota faz de mim um poeta!)
Rosalie: Como? – ela disse e colocou as mãos em meu peito quando eu beijei seu pescoço.
Emmett: Esqueceu somos vizinhos agora. – eu disse a olhando nos olhos.
Rosalie: Porque vocês vieram pra cá?
Emmett: Felizmente... – eu sorri e ela sorriu também por algum motivo. – Nossos pais queriam nos livrar de nós.
Rosalie: Eu meio que entendo. – ela disse e suspirou. – Meus pais só me querem por perto quando é pra se vangloriar, pra me mostrar pra alguém.
Emmett: Mas com a sua beleza eu posso entender o porquê. – eu disse sorrindo e ela sorriu ainda mais.
Rosalie: Minha beleza é tudo que todos enxergam.
Emmett: Eu pude ver um pouco mais. – eu disse e coloquei a mão na cintura dela enquanto aproximava nossos corpos, ela transferiu a mão do meu peito pra meu pescoço.
Rosalie: Quer dizer então que você é meu novo vizinho?
Emmett: Sou. – eu disse e colei nossas testas.
Rosalie: Eu bem que posso aprender a gostar. – ela disse sorrindo.
Emmett: Eu posso te ensinar. – então eu fechei o espaço entre nós e a beijei com tudo.
Nós estávamos nos beijando a um tempo quando o sinal tocou.
Emmett: Vamos matar aula? – eu perguntei enquanto nossas testas ainda estavam coladas.
Rosalie: Não da, minha amigas iam me procurar.
Emmett: Ta! Vamos. – eu fechei a cara, mas quando pequei a mão dela pra seguirmos até a sala abri um grande sorriso.
Rosalie: Emmett, é melhor nós irmos de vagar. – ela falou calmamente.
Emmett: OK, se é o que você quer. – eu disse e ela separou nossas mãos.
Ela tinha uma expressão preocupada no rosto, eu queria perguntar o porquê, mas já estávamos entrando na sala, seria melhor perguntar num momento mais intimo, se eu agüentasse não ocupar minha boca fazendo outra coisa.
Ela se sentou na minha frente e apoiou a cabeça na minha mesa. Eu não me preocupei se meus amigos estavam olhando, ou se as amigas dela estavam encarando, eu simplesmente comecei a passar meus dedos pelo cabelo dela e ela fechou os olhos.
Emmett: Dor de cabeça? – eu perguntei no ouvido dela.
Rosalie: Um pouquinho.
Eu continuei afagando o cabelo dela, era muito macio.

1 comentário

Anônimo disse...

legal sua Fic ja aconpanheii outras e gostei tomara que a sua tmb seja boa.

11 de janeiro de 2012 00:48

Postar um comentário

Não tem conta no google ou algo do tipo?!
Não tem problema pode comenta de qualquer jeito.

PS: Caso tenha algum nome ou palavra errada no blog nos avise por favor. Afinal errar é humano.

Muito obrigada pela visita e pelo comentario. Você sem duvida é muito importante pra gente.

Related Posts with Thumbnails