Copie esse link no seu navegador e vá direito para o Vende-se Cadeiras: http://vendesecadeiras.blogspot.com.br/
Esse blog não esta sendo mais atualizado!
VISITE ESSE NOVO ENDEREÇO:

Fanfic Vers Le haust - Capitulo 11

terça-feira, 13 de julho de 2010




Capitulo 11 –  Surpresa

-Angel, Angel.
Acordei com o Seth me chamando, ACORDEI.
Dei um pulo na cama e percebi duas coisas ao mesmo tempo, primeira os meus reflexos continuavam iguais, segunda meu coração acelerou.
-Oooo q... Respirei fundo. _O que está acontecendo aqui?
Seth me olhou com os olhos arregalados.
-Eu que te pergunto amor, quando eu acordei você estava dormindo ao meu lado, e seu coração...
Ele parou a frase e veio até onde eu estava ajoelhada na cama, com a mão no peito e me puxou pro seu colo.
-Se acalme amor, vem vamos falar com o Carlisle.
Trocamos-nos e durante o caminho permanecemos em silêncio, percebi que mesmo meu coração batendo eu não cansava, e corria na mesma velocidade de vampira. Quando chegamos Edward chamou a todos, eles me olhavam sem acreditar no que viam, rapidamente expliquei os fatos a todos, contei sobre os anciões, e que tudo que eu queria era poder dar um filho ao Seth. Quando terminei o silêncio parecia interminável, e finalmente Carlisle falou.

-Pelo que entendi você é mais poderosa do que nós imaginávamos.
Todos os olharam e entenderam.
-Foi o meu dom? Perguntei soltando fortemente o ar, que sem perceber eu estava prendendo.
-Sim.
Então todos sorriram, apesar de muito assustada eu estava extremamente feliz, Seth puxou-me para seus braços, e tocou seus lábios nos meus. No restante do dia Carlisle fez vários exames em mim, e em todos ele percebeu que eu havia me tornado uma meio vampira. Seth foi falar com os anciões que ficaram muito surpresos e não duvidaram mais que nós nos amávamos.
(...)
-Angel para de andar.
Nessie falou pela terceira vez, eu estava muito nervosa, Seth e eu iríamos nos casar, os quileutes aceitaram fazer a cerimônia de casamento e ainda por cima Leah havia organizado um lual, então alem de me tornar sua esposa eu ainda iria conhecer sua mãe, os anciões e os demais quileutes. Alice, Rose, Nessie, Bella e Esme estavam me arrumando. Eu não quis nada muito chick, mais elas fizeram um ótimo trabalho, um lindo penteado com flores naturais.


Colocaram um vestido branco, que ia até o joelho na frente e a parte de trás até os pés.


-Vamos? Carlisle perguntou ao entrar no quarto, eu me sentei na cama após assenti com a cabeça. Todos riram e Rose falou.

-Agora você senta.
Carlisle foi até mim e estendeu sua mão, respirei fundo e peguei a mão que ele me ofereceu.
Quando chegamos à reserva, os demais entraram na frente. Então Carlisle e eu entramos, nós estávamos na praia, havia um caminho no centro com tochas de fogo dos dois lados que levava até um altar todo branco, por cima havia um tecido branco que descia solto pelos lados, e flores brancas em torno das pilastras.
Seth estava com um sorriso vitorioso, Carlisle conduziu-me até ele, então Seth me recebeu com um beijo na testa. Um dos anciões tomou a palavra.
-Seth, Angel estamos aqui hoje para concretizar a união de vocês diante dos olhos quileutes. À partir de hoje, você Seth irá amar, proteger, e zelar de Angel, e você Angel irá amar, Cuidar e dedicar-se a Seth.
As palavras foram simples, mais o significado foi enorme, nós nos olhamos e Seth me beijou, um beijo doce e puro.

Seth

Quando eu a vi de braços dado com Carlisle senti que era a pessoa mais feliz que já existiu, ela estava perfeita, seu sorriso iluminava. A cerimônia foi curta e logo fomos pro lual, Leah havia caprichado, haviam tochas de fogo cercando o local, vários puffs e mesas baixas, duas mesas grande com vários tipos de doce e salgados, e no centro uma pista de dança.
Apresentei a Angel para minha mãe, e para todos meus irmãos que ainda não a conhecia, até mesmo os anciões ficaram maravilhados com sua beleza, e a Angel foi encantadora com todos.
Fomos dançar e cada vez que ela encostava-se em mim, sentia uma corrente elétrica percorrer todo o meu corpo, desde que ela havia se tornado meio vampira nós não havíamos feito amor, e seu corpo estava ainda mais lindo. A abracei e sussurrei.
-Vamos pra casa minha esposa?
Minha voz dedurou meu desejo e ela me olhou com o mesmo desejo nos olhos. Despedimo-nos de todos e fomos para nossa casa. Quando entramos, eu a tomei nos braços e a beijei, meu desejo parecia que ia me sufocar, pedi passagem para minha língua e explorei sua boca, sentindo seu hálito doce, retirei seu vestido com todo o cuidado que poderia ter naquele momento, ela realmente estava diferente, deixei minha mão passear livremente pelo corpo da minha esposa, a sentindo tremer com o toque das minhas mãos.
-Minha esposa.
Sussurrei com um sorriso no rosto e vi todos os pelos do corpo dela arrepiar, ela retirou meu terno, com nenhum pouco de delicadeza e eu voltei a beijá-la, me entreguei ao desejo que sentia e a amei.

1 comentário

Anônimo disse...

Bem, parabens este capitulo foi fantastico!!!

16 de setembro de 2010 10:58

Postar um comentário

Não tem conta no google ou algo do tipo?!
Não tem problema pode comenta de qualquer jeito.

PS: Caso tenha algum nome ou palavra errada no blog nos avise por favor. Afinal errar é humano.

Muito obrigada pela visita e pelo comentario. Você sem duvida é muito importante pra gente.

Related Posts with Thumbnails