Copie esse link no seu navegador e vá direito para o Vende-se Cadeiras: http://vendesecadeiras.blogspot.com.br/
Esse blog não esta sendo mais atualizado!
VISITE ESSE NOVO ENDEREÇO:

Fanfic Enigma do Sonho - Capitulo 2

sábado, 3 de julho de 2010




Capitulo 2 – Dia de compras

Após escolher as melhores liquidações com Esme minha cabeça começou doer, pensei que poderia ser por ansiedade para que o dia amanhecesse logo. Mas o que poderia ser mais provável seria os sonhos de Nessie atormentando minha cabeça.
O sol já estava saindo quando decidirá ler o livro que Jasper já tinha terminado. Ele agora estava assistindo TV. Emmet descia as escadas e nos cumprimentou.

-Olá pequena polegar – disse Emmet me abraçando e me tanto um beijo. O que fez o meu livro fechar, mas isso não vazia diferença.

- Oi! Meu irmão preferido – lhe retribui a piada com um sorriso.

- E ai Jasper é hoje em!

- Hoje o que? – perguntei só por habito, mas já sabia o que ia haver hoje à tarde.

- A grande final do jogo! – disse Jasper todo animado.

- Rosalie não vai gostar nada disso.

- Não vou gostar mesmo! – disse Rose descendo as escadas. - Emmet você não vai assistir jogo hoje! E alias deste quando o Jasper gosta de assistir jogos?

- Deste quando se tem uma eternidade em suas mãos. – respondeu Jasper.

- Mas por que eu não vou poder assistir? Não me digam que vão fazer compras novamente!

- Sim! Vai haver liquidações imperdíveis hoje no shopping - respondi

- De novo vocês vão fazer compras? Já é a quarta vez essa semana!

- Quarta não é a terceira vez. E dessa vez Jasper não vai nos levar, e quem vai é você! – respondeu Rosalie toda furiosa, como sempre.

Rose não suportava ser contrariada e sempre que isso a acontecia ela simplesmente tava seus chiliques. Edward dizia que ela poderia ser assim porque foi muito mimada, Emmet pensava o mesmo. Mas eu tinha minhas teorias.

- Quem eu? A não, por favor, hoje além do jogo eu prometi a Nessie que iria ler historias a ela. – Emmet parecia estar quase chorando, isto é, se ele fosse humano ele estaria sim chorando, ou apenas fazendo uma cena.

A porta de vidro da entrada se abriu.

- Olá família – Nessie disse entrando por ela e segurando sua mochila da Hello Kitty rosa. Edward e Bella ainda subiam as escadas de vagar.

Logo em seguida ouvi o carro de Carlisle desligar o motor na carragem.

- Nessie meu anjo – Rose pegou-a no colo e lhe deu um beijo.

A única que poderia acalmar Rosalie seria Renesmee, só ela tinha esse dom. E poderíamos considerar em algumas circunstâncias o dom mais precioso do mundo.

- Nessie não é verdade que o titio prometeu que vai contar a historia da “Cinderbella” pra você? – Emmet perguntou.

- E verdade sim tio. Mas não só essa! Também quero “Bella de Neve”, “Rosalie a menina sereia” e “Jasperito: O ladrão de doces”.

- Que? – interrompeu Bella agora na sala – Nada disso Emmet você não vai contar essas historias pra minha filha não, principalmente essa ultima, não quero historias adaptadas por você! Semana passada você contou historias desse tipo pra Nessie e ela não dormiu direito.

- Olá crianças! – disse Carlisle chegando à sala.

Agradeci aos céus por Carlisle ter chegado à sala em tempo Emmet estava preste a falar, mas uma de suas grandes besteiras, e não seria nada respeitoso falar esse tipo de coisa perto de Nessie. Bella ficaria super brava.

- Oi vovô! – disse Nessie descendo do colo de Rosalie para ir correndo para os braços dele.

- Olá querida.

- E então quem vai levar vocês às compras? Eu não posso- disse Emmet

- Eu levo Emmet – disse Edward com sua voz aveludada – Você vai Bells?

- Não vou não. Emmet você não vai contar essas historias pra minha filha!

Carlisle e Nessie riram baixinho.
Não era nenhuma novidade Bella não querer ir às compras, mas eu a entendia. E às vezes até agradecia por ela não querer ir, preferia eu mesma comprar as roupas dela, aquilo me deixava feliz. Ela mesmo admitia que não tinha nenhum censo de moda. Então não via nenhum problema em ajudar ela no que eu mas sei fazer.
Era à hora do café da manha pra NessieBella havia se acalmado e agora estava preparando uma mamadeira de leite para ela. Nessie sentou ao meu lado no sofá e assistia ao seu desenho animado favorito na TV.

- Titia!- disse ela depois de beber o leite

- Sim Nessie.

- Sonhei com aquela menina esta noite novamente.

Edward que sentava no braço do sofá me encarou tentando entender do que estávamos falando.

- Verdade querida? E você sonhou o que sobre ela?

- Nossa tia Lice ela chorava muito mais muito mesmo – Nessie deu mais um gole em seu leite – e a garota loira a reconfortava, e dizia alguma coisa mais não consegui entender o que era.

A face de Edward agora estava enrijecida e um tanto preocupada, sem duvida ele já tinha descoberto o que estávamos falando.

- Ela parecia muito triste – disse ela pensativa

- Talvez sim, mas não fique pensando nisso. É apenas um sonho, nada de ruim vai acontecer com você. E mesmo que façam, antes de chegar até você nós já vamos estar preparados.

- E se não for um sonho titia? E se tudo isso que estou sonhando é realidade. Pode ser algo que vai acontecer ou até que já aconteceu, eu já li algumas coisas sobre esse assunto e verdadeiramente acredito.

Às vezes a inteligência de Nessie me surpreendia como uma menina de dois anos de idade que aparentava ter quatro poderia ter a inteligência de uma criança de dez anos? A resposta poderia estar nos livros que ela lia. Com um ano de idade ela já tinha lido três vezes “O morro dos Ventos Uivantes”, Nessie tinha achando o livro nas coisas que Bella havia trazido da casa de Charlie e depois disso ela nunca mais parou de ler. Essa semana mesmo ela estava lendo “Sonhos de uma noite de Verão” recomendado pela Esme. Rose havia ensinado ela ler e com apenas um mês ela já estava lendo caixinhas de Leite.

- Titia – Ela espera por uma resposta

- Nessie se for previsões nós vamos descobrir, mas, por favor, não fiquei pensando muito nisso, será melhor para você.

Aquilo poderia servir para ela como uma dica, ou não.

- Eu vou tentar não pensar. – disse ela – Tio Emmet! Você não esqueceu que antes de contar as historias para mim eu vou sair com o Jake.

- Eu não esqueci não piralha! – Emmet estava deitado na poltrona de Carlisle que ficava no meio dos dois sofás brancos.

Rosalie fez uma careta de reprovamento pelo fato de Jacob ir legar Renesmee para passear, e para o azar dela ela havia visto.

- Titia Rose! – Nessie agora dizia seria e com a mão na cintura – O Jake é meu amigo, e pode vir em nossa casa quando quiser, enquanto eu estiver aqui!

Nessie sempre reage dessa forma quando as pessoas tratavam Jacob com uma certa indiferença, de uma forma “agressiva” ela defendia Jake. Chegava ser até engraçado a ver dizer aquelas palavras.
Edward olhou pelo canto do olho para Emmet.

- Ei eu não tenho culpa que você lê mentes maninho! – disse Emmet.

Emmet sem duvida estava fazendo mais uma de suas piadinhas internas.

- Edward você pode vir aqui conversar comigo? – Carlisle interrompeu a conversa.

Edward respondeu balançando a cabeça e caminhou em direção a ele.

- Emmet! Quando eu voltar pode se levantar da minha poltrona que eu quero assistir o documentário sobre medicina que vai passar na Discovery.

Alguns minutos depois pode- se ouvir um uivo do lado de fora de casa.

- JAKE!- disse Nessie toda animada e já correndo em direção as escadas.

- Nessie não se esqueça de levar sua lancheira! – disse Bella já saindo da cozinha com a lancheira na mão.

- Não Bella – eu disse – Não vai ser necessário, Jacob não vai levar ela muito longe, eles já voltam.

Renesmee se despediu de todos do jeito dela e muito rápido, logo desceu as escadas correndo.
Hoje a minha dor de cabeça estava começando a ficar insuportável, mas a única coisa que poderia a fazer parar era ficar perto de Jasper. Só assim ela poderia se acalmar.
Jazz não estava, mas na sala e sim no quarto subi as escadas o mais rápido que pode e deixei Rose e Emmet na sala sozinhos enquanto Esme molhava as suas plantas no jardim e Bella mexia na internet a procura de livros novos para ela e pra Nessie.
Ele estava deitado na cama lendo um novo livro com titulo “A Guerra de Winston” de Michael Dobbs, a o me ver na porta ele o largou e abriu os braços para eu me aconchegar perto dele.

- O que estava havendo meu amor? – Jasper parecia preocupado, assim como eu ficaria se percebesse que ele não estava bem.

- Eu não sei Jazz, eu não sei. Aquela dor de cabeça voltou, e eu não estou sabendo lidar com ela.

A ultima vez que havia tido aquela dor de cabeça tinha sido quando Nessie nascera e Jacob praticamente morava aqui.

- Será que o motivo não seja os sonhos de Renesmee?

Eu não sabia responder aquela pergunta, mesmo tendo o dom sobrenatural que tinha. Um breve silencio se estendeu pelo quarto.
Jasper pegou o meu queixo e puxou o meu rosto para perto dele, assim eu olhava em seus olhos profundamente.

- Alice, não fique assim. Vai passar!

Jasper me beijou ansiosamente.

- Eu te amo... – disse ele.

- Para sempre.

E então nos beijamos novamente. Fiquei ali por alguns minutos e logo tive que me levantar e sair do lugar aonde eu poderia considerar agora o mais perfeito do mundo. Mas infelizmente as compras me chamavam.
Coloquei meus sapatos e peguei minha bolsa.
A dor de cabeça tinha cessado, mas não por muito tempo.
Despedi-me de Jasper, Edward já tinha tirado o carro da carragem. Rose e Esme me esperavam na sala já de pé.
Hoje iríamos com o meu Porsh amarelo, logo que carro começou a pegar velocidade começamos a sentir o cheiro de Eucalipto das árvores de vinham de fora.
Edward havia nos deixado no Shopping e voltara pra casa, eu iria avisar a ele quanto estivéssemos prontas. O que dependesse de mim iria demorar muito.
Começaríamos pelas lojas de calçados, depois vestidos, bolsas, acessórios e logo em seguida lingerie.
Rosalie adorava ir ao Shopping porque todas as vendedoras quando a viam entrando na loja já corriam para atende lá e não parava de elogiar ela, muitas chegavam ficar até com vergonha de atender a mulher de beleza estonteante.
Não poderia me queixar me tratavam muito bem também, sempre eram muito amáveis.
Chegara a hora de Edward nos buscar. Estávamos com muitas sacolas que ele teve que nos ajudar, e nem precisa ler mentes ou algo do tipo para saber o que ele estava pensando a respeito daquelas sacolas de compras.
Os olhos dele pareciam preocupados, ansiosos, algo indescritível de se entender. Mas eu podia ver e imaginar porque eles demonstravam aqueles sentimentos.
Não era pelas sacolas e sim porque Edward estava preocupado comigo e ao mesmo tempo com Renesmee. Preocupado com o que aqueles sonhos poderiam significar para mim e principalmente o que poderia dizer para sua filha.
Mas eu não podia entender a preocupação, não passavam de sonhos? Sonhos de uma criança como qualquer outra?
Os sonhos eram de Renesmee e não de uma criança comum eram sonhos de uma criança especial. Poderiam ser sonhos enigmáticos?
Era o que gostaria de saber, Edward ligou o carro e fomos de volta para casa em silencio.
E a dor de cabeça havia voltado e flashes de imagens giravam em minha mente aleatoriamente o que me deixava muito desconfortável.

1 comentário

sandry costa disse...

Mi o cap estava otimo
coitado do emm se safou por pouco do shopping kkkk
so mesmo o edzinho pra se oferecer pra ir junto kkkkkkkk
parabens tava lindo to esperando ansiosa o proximo

bjss

8 de julho de 2010 19:17

Postar um comentário

Não tem conta no google ou algo do tipo?!
Não tem problema pode comenta de qualquer jeito.

PS: Caso tenha algum nome ou palavra errada no blog nos avise por favor. Afinal errar é humano.

Muito obrigada pela visita e pelo comentario. Você sem duvida é muito importante pra gente.

Related Posts with Thumbnails